Feeds:
Posts
Comentários

Archive for outubro \21\UTC 2009

Fahrenheit 451

Read Full Post »

Goya - Inquisição 1816

Goya - Inquisição 1812

A educação que se tem ofertada pelo Estado, Igreja e Mercado não é a justificativa direta para a oposição reativa de projetos e práticas educativas pelos anarquistas  e trabalhadores.

Vários grupos de trabalhadores, de concepções ideológicas distintas, consideram a Educação não como algo apartado da sociedade, da economia, da política. Dessa forma, temos uma rede interligando estes espaços através de ações, projetos, debates públicos.

Para os anarquistas não se tratava de conquistar escolas e universidades subvencionadas pelo Estado ou pela Igreja, ou obter lucro vendendo o produto educação. Tratava-se de ter uma educação independente destes, nos aspectos econômicos, políticos, sociais, pedagógicos. Buscavam recriar a cultura, as relações sociais e criar uma nova subjetividade humana.

Isto só seria possível com liberdade e destruição dos modelos existentes, nesse caso a educação assume papel de destaque nas práticas e discursos anarquistas, sendo incorporado de diversas maneiras pela sociedade e seus grupos em geral. (Texto integral será divulgado logo após o seminário, aqui mesmo neste blog e blogs realizadores do evento)

Surge o homenageado: autodidata, fundador da Escola Moderna, que construiu junatmente com tantos outros uma forma de educar e  uma pedagógia libertária, viva. Alcançou vários países seja através da crítica ao status da educação autoritária ou por realizar práticas inovadoras ao seu tempo, como a educação para homens e mulheres no mesmo espaço, o reconhecimento e a incorporação do universo infantil como orientador dos estudos e da relação estudante-professor-escola-sociedade. Francisco Ferrer & Guardia é fuzilado pelo Estado espanhol em 1909, crime: oferecer uma educação independente do controle do Estado e da moral Católica.

Convite: no dia 16 de outurbro estarei participando como palestrante do Seminário: Cem Anos sem Ferrer – Pedagogia Libertária e Escola Moderna; na UFBA. Convido todos a participarem e contribuirem para o entendimento do fenômeno da Educação no Brasil e conhecerem a realização anarquista na educação baiana. Abaixo cartão informativo.

cartaz_100b

Read Full Post »

Do A TARDE ON LINE – 05/10/2009

Os 70 anos da Guerra Civil Espanhola (1936-1939) ganham uma mostra de filmes em Salvador, entre os dias 15 e 22 de outubro, no Instituto Cervantes e na Sala Walter da Silveira.

No dia 15, às 19h, acontece a abertura com a exibição de “Madrid” (1987), ficção do diretor Basilio Martín Patino, que mostra a chegada e os descontros de um cineasta alemão em Madri para rodar um programa de televisão sobre a Guerra Civil.

Entre os dias 16 e 22, a mostra continua na Sala Walter da Silveira, com sessões diárias sempre às 17h30. Na programação, filmes realizados durante a Guerra Civil e documentários lançados posteriormente, com imagens do período.

Serviço:

O quê: Mostra A Guerra Civil Espanhola, 70 anos depois
Onde: Instituto Cervantes (Av. Sete de Setembro, 2792. Ladeira da Barra) e Sala Walter da Silveira (Rua General Labatut, 27 – Barris).
Quando: De 15 a 22 de Outubro. Abertura, dia 15, às 19h(Instituto Cervantes). Nos outros dias, exibição às 17h30 (Sala Walter da Silveira).
Valor: Entrada Franca.
Informações: 3797-4667 / 3116-8100.

PROGRAMAÇÃO COMPLETAhttp://salvador.cervantes.es/br/cultura_portugues/proximas_atividades_cultura.shtm

Pablo Picasso - Guernica

Pablo Picasso - Guernica

Read Full Post »

Cartaz2

Read Full Post »

Colóquio 100 anos de Ferrer

Read Full Post »

burnout2

Read Full Post »

Seminário!

cartaz_100b

Read Full Post »